Pó de Lua

wpid-b612-2015-09-10-21-52-42.jpgAlgumas fotografias das minhas poesias favoritas do livro Pó de Lua. Li a alguns meses e tinha o mesmo preconceito dele como tinha com Eu me chamo Antônio. Achava meloso e desnecessário. Mas, de novo, eu li e me apaixonei. A escrita da Clarice é super delicada e tem esses desenhos, que faz o livro ficar muito aconchegante, parece que a gente tá lendo o próprio diário dela. Espero que gostem!

Leia mais »